fbpx

GA4: Tudo que você precisa saber sobre o novo Google Analytics

Texto "O que muda com o GA4, a nova versão do Google Analytics" em um fundo preto

Como já falamos em nosso texto sobre tendências de marketing para 2023, uma das principais notícias deste ano para as empresas e agências foi a de que o Google Analytics vai migrar completamente para a sua versão GA4,  a partir de julho deste ano. 

O Google Analytics 4 (GA4) chegou para substituir o Google Analytics Universal, que por anos veio sendo a versão oficial do Analytics. Os principais objetivos da mudança são possibilitar uma análise além da web tradicional, englobando também os aplicativos, e se preparar para o inevitável fim dos cookies de terceiros, que são usados pelas ferramentas de monitoramento para registrar as ações dos usuários. 

Desde 2019, o Google anunciou a chegada do GA4 e lançou sua versão beta, o APP+WEB. Como o próprio nome já diz, a principal alteração nesta nova versão foi a possibilidade de fazer uma análise integrada entre propriedades da Web e de aplicativos mobile. 

No entanto, a partir do dia 01 de julho de 2023, todas as propriedades do Google Analytics vão migrar definitivamente para a versão final do Google Analytics 4, de forma que ele substituirá por completo a versão atual. Ou seja, é melhor sua empresa se adaptar o quanto antes! 

Explore mais sobre o GA4, como ele funciona e quais serão as principais novidades. E saiba como fazer a migração, para não perder métricas importantes para suas estratégias de marketing digital

Por que a mudança para o GA4? 

Como citamos anteriormente, os dois principais motivos para a mudança do Google Analytics foram o aumento do número de aplicativos e o possível fim dos cookies de terceiros, assim como uma maior discussão sobre questões de privacidade na internet. 

Integração entre web e mobile 

Em suas primeiras versões, o Google Analytics era mais focado em coletar dados de navegação em sites. No entanto, conforme as empresas foram investindo cada vez mais em aplicativos, o Google foi percebendo a necessidade de se adaptar à nova realidade, permitindo uma análise integrada e aprofundada entre web e mobile.

Desta forma, a primeira grande mudança do Google Analytics 4 foi ampliar as frentes de monitoramento de dados para Web, App e App + Web. 

Se antecipando ao fim dos cookies

Desde o ano passado, diversos navegadores e sistemas operacionais vêm anunciando sua intenção de acabar com os cookies de terceiros, como forma de preservar a privacidade dos usuários. Esses cookies são rastros digitais que as pessoas deixam sempre que clicam em um link dentro de um site, que leva para outro site. 

São esses rastros que são utilizados por ferramentas como o Google Analytics e o Facebook para monitorar as ações que foram executadas pelos usuários, gerando os dados que você usa nos relatórios. O Face já se preveniu com a api de conversões

Agora, é a vez do Google. Com o GA4, a ferramenta não precisará mais dos cookies para captar informações, e sim irá trabalhar analisando os dados por meio de um processo de machine learning e cookies primários próprios, em conformidade com as novas leis de privacidade.  

Afinal, o que muda de fato com o GA4? 

Em linhas gerais, a principal mudança do GA4 em relação à atual versão do Google Analytics será que a ferramenta passará a avaliar 100% eventos e terá uma integração ainda maior entre mobile (apps) e websites. 

Entenda as principais novidades: 

1 – Monitoramento baseado em eventos 

A versão Google Analytics Universal tinha seu modelo baseado em pageviews: toda vez que o site abria, o código da ferramenta carregava junto. Todos os eventos (ações que o usuário executa ao entrar na página, como clicar em um banner, dar scroll, acessar determinada página, clicar no botão de compra etc.) eram classificados como um tipo especial de hit, classificado de acordo com sua categoria, ação e etiqueta. 

Na versão nova, todas as ações do usuário, incluindo aquelas que você classifica como conversões (como clicar no botão de compra e deixar os contatos no formulário) são classificadas como eventos isolados, sem nenhum tipo de distinção ou classificação. Dessa forma, os relatórios são 100% baseados nesses eventos. 

A questão é que só alguns desses eventos virão automaticamente configurados na ferramenta: visualização da página (page view); rolagens (scroll); cliques de saída (click, com parâmetro de saída outbound); pesquisa interna (view search_results); engajamento do vídeo (video_start, video_progress e video_complete) e download de arquivos (file_download). 

Se quiser ter acesso a outras métricas do comportamento dos visitantes no seu site ou aplicativo, inclusive as conversões, a empresa precisará configurar os demais eventos que deseja, o que exigirá um plano de mensuração. Apesar de dar mais trabalho, isso permitirá relatórios mais detalhados e personalizados. 

2 – Maior respeito à privacidade dos dados 

Para seguir as novas diretrizes de privacidade, que provavelmente levarão ao fim dos cookies de terceiros, o GA4 desenvolveu um cookie próprio, que segue todas as diretrizes das GPDR e outras leis do mesmo tipo, como a LGPD. Além disso, utiliza um sistema de aprendizado da máquina para completar as lacunas que possam ficar e modelar os dados. 

Outra mudança importante no novo Google Analytics é que os endereços de IP não ficarão mais armazenados, também como forma de respeitar a privacidade dos internautas. 

3 – Análise multiplataforma mais aprofundada

Por meio da análise de Fluxos de Dados, o Google Analytics 4 permite que você crie propriedades separadas para medir o comportamento do seu target em sites, aplicativos e tenha uma visão Web + App. Ou seja, você terá fluxos e relatórios exclusivos para sites e aplicativos, além de poder analisar o comportamento do público como um todo no mobile e na web. 

Além disso, o GA4 permitirá que você faça a integração com o Google Ads, de maneira que seja possível analisar as métricas das campanhas de anúncios do Google no próprio Analytics. 

Isso permite uma visão mais abrangente e aprofundada do comportamento do seu potencial cliente ao longo do funil de vendas e da jornada de compra. Além de avaliar a conversão tanto no app, quanto no website. 

4 – Novas métricas 

O GA4 traz novas métricas nos quesitos engajamento e rejeição. São elas: 

  • Sessões engajadas: uma sessão só será contada como engajada quando o usuário ficar mais de 10 segundos com o site ou o aplicativo aberto em primeiro plano. Se, antes desse tempo, ele fechar o site/app, sair dele ou mudar para outra aba (mesmo que o site continue aberto entre as abas do navegador), será contabilizado como rejeição; 
  • Sessões engajadas por usuário: é a média de vezes que cada usuário engaja com a sua página, seguindo os critérios de engajamento que explicamos acima, em “sessões engajadas”; 
  • Taxa média de engajamento: mede o tempo que cada usuário fica, em média, com o site ou aplicativo da sua empresa aberto em primeiro plano; 
  • Taxa média de engajamento: porcentagem das sessões (visitas ao seu site ou app) que de fato engajaram (ou seja, permaneceram por mais de 10 segundos com sua página aberta em primeiro plano). 

Como migrar para o GA4? 

Para aqueles que já usam o Google Analytics Universal, é urgente configurar o Google Analytics 4 o mais rápido possível. 

Se você criou uma propriedade no Google Analytics depois de 14 de outubro de 2020, não se preocupe! Provavelmente ela já está configurada como GA4. No entanto, caso tenha feito isso antes desta data, então provavelmente está usando o Google Analytics Universal. Neste caso, precisará seguir as seguintes etapas: 

1 – Acessar a página do Analytics e fazer o login na sua conta; 

2 – Ir na opção “Administradores”, no menu, e acessar a sessão “Propriedade”; 

3 – Clicar em “Assistente de configuração do GA4” e, depois, em “Criar uma nova propriedade do Google Analytics 4”; 

4 – Ir até a sua propriedade do GA4 e seguir as configurações sugeridas pelo assistente, para começar a monitorar seus KPIs pela nova versão do Google Analytics. 

Conte com a ajuda de especialistas  

A agência de marketing digital e publicidade Fizzing 360° tem um time de especialistas em monitoramento e marketing estratégico. 

Além de fazermos todas as configurações necessárias no seu Google Analytics, avaliamos as principais métricas do seu site ou aplicativo e propomos as melhorias necessárias para aumentar a taxa de conversão, além de elaborarmos estratégias de inbound marketing que permitam atrir leads mais qualificados
Entre em contato para saber mais: https://fizzingmarketing.digital/contato/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *